Quando você precisar, faremos nosso melhor.

 

fisioterapiaTerapia ManualDormência e formigamento nos dedos? - Clínica de Fisioterapia Dra. Iranilda Moha - CDM

Síndrome do Túnel do carpo

Você sente dormência e formigamento nos dedos, em especial a noite?

O seu trabalho envolve trabalho repetitivo?

Tem ou já teve tendinites, bursite e dores nos ombros?

Você pode ter síndrome do túnel do carpo – STC, mas antes de começarmos, esse termo é um diagnóstico clínico dado por médico ortopedista ou neurologista.

Neste post, a fisioterapeuta ms. Iranilda Moha Hoss vai te ajudar a compreender o que é e como a fisioterapia pode te ajudar a resolver essa situação.

O que o STC compromete?

Síndrome do túnel do carpo é uma doença que compromete o nervo mediano. É uma neuropatia periférica resultante da compressão do nervo mediano ou já no canal do carpo e está estrutura  se localiza na região do punho.

Você sabia que essa síndrome é considerada como uma das causas mais frequentes de quadros dolorosos e alterações como formigamento e amortecimento na região das mãos, especialmente, nos dedos polegar, indicador e médio?

Os sintomas podem manifestar consequente parestesia, dormência e formigamento no trajeto da distribuição sensorial do nervo mediano.

Essa hipoestesia associada a dor noturna, quadro álgico em diagramas específicos da mão e, na maioria das vezes, fraqueza da mão.

Causas da Síndrome do Túnel

Não se sabe exatamente a causa, ou não se pode atribuir a um único fator, porém ocorre em trabalhadores que desenvolvem tarefas de esforço repetitivo, a conhecida L.E.R.

A L.E.R é uma Lesão de Esforço Repetitivo,  que ocorre por movimentos repetitivos como digitar, tocar instrumentos musicais, ou manusear ferramentas e máquinas por períodos prolongados.

Nesse caso, envolve o comprometimento dos membros superiores, como ombros, cotovelo, punhos e dedos.

Mas, você sabia que a síndrome do túnel do carpo pode ser causada por outros motivos?

Pode ser por causas traumáticas como quedas e fraturas ou inflamatórias como a artrite reumatoide, hormonais (tiróide), mulheres no período de climatério e medicamentosas.

Principais sintomas da síndrome do carpo?

Seu principal sintoma é a parestesia, uma sensação de formigamento, de dormência, que se manifesta mais à noite e ocorre fundamentalmente na área de inervação do nervo mediano, que é na parte medial do braço e dedos polegar, indicador e médio.

Com o tempo ela pode evoluir  e  dificultar a manipulação de estruturas pequenas e executar tarefas simples como pregar um botão, enfiar uma agulha, segurar uma xícara ou folha de papel.

Como a fisioterapia pode te ajudar?

Primeiramente, você deve continuar o seu tratamento farmacológico com os medicamentos receitados pelo seu médico associado com a fisioterapia, ok?

Sabe por que?

O medicamente irá diminuir a dor e aliviar a pressão no nervo e isso, irá contribuir para que a fisioterapeuta possa promover e devolver o deslizamento do nervo mediano no túnel, com isso, você terá menos formigamento e amortecimento, pode até desaparecer por completo.

A fisioterapeuta irá diminuir a inflamação e tensão muscular.

Além disso, a fisioterapeuta irá te ajudara a realizar os movimentos que agora você faz com dificuldade, como retirar o sutiã, abotoar a camisa ou trocar uma lâmpada.

Antes de iniciar a fisioterapia é necessário fazer alguns testes.

Avaliação fisioterapêutica

Sabe aqueles movimentos que a fisioterapeuta pede para você fazer com o punho? Então, ela está testando a integridade do seu nervo. E também como está a amplitude do seu movimento.

Dois testes que a fisioterapeuta deve fazer para ajudam a estabelecer o diagnóstico:

-o teste de Phalen e o teste de Phalen invertido

-o teste de Tinel.

O primeiro consiste em dobrar o punho e mantê-lo flexionado durante um minuto. Como essa posição aumenta a pressão no nervo e, se houver compressão, os sintomas pioram ou aparecem. 

O teste de Tínel consiste em percutir o trajeto do nervo mediano. Se ele estiver comprometido, a sensação será de choque e formigamento.

Isso ser importante, visto que não basta o resultado de exames por imagens, é importante avaliar a funcionalidade. O seu caso pode ser diferente do seu amigo.

Além disso, nem sempre o paciente faz e trás o exame de eletroneuromiografia para fechar o diagnóstico.
Esse exame mostra a condução nervosa do nervo mediado e ainda pode mostrar se você precisa de cirurgia ou o tratamento conservador pode te ajudar.

Tratamento fisioterapêutico

A identificação por meio da avaliação e a eliminação das condições que geram dor, tais como processo inflamatório generalizado ou epicondilite, bursite, tendinites entre outros.

Além de diminuição do espaço articular no ombro, ainda espasmo muscular, posturas inadequadas no trabalho e na posição sentada, esses fatos  contribuem para a sua dor e limitação. Por isso, precisam ser tratados para a eficiência da reabilitação. 

No tratamento conservador, a fisioterapia proporciona assim, o alívio sintomático da dor, redução do uso de fármacos, diminuição da inflamação, relaxamento muscular, prevenção de deformidades, reabilitação da função motora e redução do sofrimento tecidual.

O atendimento individualizado realizado aqui na Clínica CDM pode ajudar você a se recuperar mais rápido e dependendo da gravidade até evitar a cirurgia.

Algumas orientações para pacientes que apresentam a STC

-Tente evitar atividades que impliquem movimentos de flexo-extensão do punho. Se realmente precisa fazer e passar horas no computador, você precisa se alongar a cada 2 horas.

-A sua postura também influencia. Sente-se corretamente e apoie braços e punhos quando usar o computador. Não se esqueça de que seu uso inadequado é um fator de risco para L.E.R. e a síndrome do túnel do carpo.

-Faça uma consulta fisioterapêutica e descubra o quanto podemos ajudar você a superar a síndrome do túnel do carpo.

Agende

Leave a Reply